SEGURANÇA E LUCRO: 10 DICAS PARA INVESTIR EM IMÓVEIS

Publicado em 14/12/2018 por

Nós já falamos algumas vezes aqui, no blog, que o investimento em imóveis é um negócio seguro e lucrativo. Mas, por onde começar? Qual é a melhor opção? Em quem devo confiar?

Para que você possa iniciar 2019 investindo bem o seu dinheiro, nós apresentamos 10 dicas listadas pelo investidor Rafael Seabra, eleito um dos melhores educadores financeiros do Brasil.

Leia com atenção e pense sobre o assunto. Se estiver com dúvidas, nós estamos à sua disposição!

1. Investir em terrenos

Eles são grandes geradores de riqueza. Um exemplo: um aposentado que, em 1997, investiu 10 mil reais em um terreno. Em 2012, ele vendeu este mesmo terreno por 1.5 milhões de reais para uma construtora. Se tivesse aplicado em CDB teria atingido R$ 118 mil e, na poupança, não passaria de R$ 39 mil nestes 15 anos de aplicação. Investir em terrenos é valorização garantida no longo prazo. Isto ocorre porque as cidades brasileiras estão se expandindo horizontalmente em ritmo acelerado.

2. Investir em imóveis na planta
Nos últimos quatro anos, muita gente comprou imóveis na planta pagando apenas 20% a 30% do seu valor para revendê-los um ou dois anos depois do início das obras com enormes ganhos. É necessário saber avaliar o imóvel corretamente. Nem todo imóvel na planta é realmente vantajoso quando se pretende vendê-lo antes da entrega das chaves.

3. Investir em imóveis usados
Neste exato momento, milhares de imóveis usados estão disponíveis nas imobiliárias. O investidor preparado é capaz de identificar estas oportunidades, lapidar estes imóveis e depois vendê-los com enorme retorno no curto prazo.

4. Investir em imóveis para locação

O segredo da locação está na escolha correta dos imóveis. Existem ótimas oportunidades em segmentos diferentes, como imóveis populares, flats, salas comerciais, lojas, galpões, casas de veraneio e hotelaria. É importante conhecer cada um destes negócios. A melhor opção de investimento em alugueis pode depender das características da cidade onde você mora e do seu perfil de investidor.

5. Construir imóveis para vender ou alugar

Aqui, temos outra máquina de multiplicar patrimônio. Quando você compra um imóvel pronto está pagando o custo de construção e o lucro de quem construiu. E, acredite, este lucro é alto. Outro exemplo: um pequeno comerciante que, antes de se aposentar, comprou um terreno em um bairro pobre da cidade. Ele construiu um imóvel de 3 andares com 9 pequenos apartamentos. Ele investiu R$ 500 mil no terreno e na obra. Antes das obras terminarem, já tinha alugado os 9 apartamentos por R$ 560 cada um. Ele conquistou uma ótima aposentadoria. O investimento garante um retorno superior a 1% ao mês e o prédio vale hoje mais de R$ 1 milhão.

6. Investir com segurança

Investir em imóveis pode ser arriscado se antes você não investir em conhecimento. Comprar um imóvel não é como comprar um automóvel em uma concessionária. O PROCON e a Justiça estão lotados de processos contra imobiliárias, incorporadoras e construtoras. Grandes empresas do mercado estão envolvidas em casos de desrespeito ao consumidor. E o que mais gera estes problemas é a falta de informação. Hoje em dia é barato comprar informação – só não se informa antes de investir quem não quer.

7. O valor de um imóvel depende do seu uso

Existem muitos imóveis próximos de você que estão sendo subutilizados. Existem imóveis residenciais que são péssimos investimentos se forem adquiridos para uso residencial e ótimos se forem transformados em imóveis comerciais. A situação contrária também pode acontecer. O investidor informado e preparado é capaz de identificar este tipo de oportunidade.

8. Investir com pouco dinheiro é possível

Você não precisa ter muito dinheiro para investir no mercado imobiliário. Tem até quem invista sem ter nenhum dinheiro através de imóveis financiados e adquiridos por meio de consórcio. O uso da alavancagem na aquisição de lotes dentro de condomínios e imóveis na planta são ótimas estratégias para diversificar seus investimentos sem imobilizar muito dinheiro.

9. Investir usando a razão e não a emoção
Enquanto a maioria das pessoas compra imóveis de forma emocional, movidas pelo impulso, pelos apelos visuais e sentimentais, o investidor trabalha racionalmente. Transformar terrenos cheios de mato em um pedaço do paraíso é a especialidade dos investidores. PARA UM INVESTIDOR PREPARADO NÃO EXISTE IMÓVEL RUIM.

10. Forme um grupo de investimento
Você tem um amigo advogado? Tem outro amigo que é engenheiro ou arquiteto? Você entende de finanças? Porque você não reúne seus amigos e cria seu próprio fundo de investimentos imobiliários? Juntos, vocês são grandes e no mercado imobiliário isto faz diferença.

Fonte: Quero ficar rico, por Rafael Seabra
https://bit.ly/2IUYuKU
_________

Quer conhecer algumas das melhores opções de imóveis disponíveis em Jaraguá do Sul e região? Nossos corretores são tecnicamente habilitados para oferecer a melhor proposta para o melhor imóvel.