VISTORIA DE UM IMÓVEL NOVO: O QUE OBSERVAR?

Publicado em 02/12/2020 por Coralli

Vai receber o seu imóvel novo? {coisa boooooooa!}

Felicidade. Sentimento de missão cumprida. De realização – de um sonho e de um projeto de vida. {não, é?}

Nesse sentido, é importante destacar que a vistoria de um imóvel é parte fundamental desse processo: o objetivo principal é evitar problemas futuros.


Pensando nisso, separamos 5 dicas para as vistorias – o importante é estar bem orientado.


1. COMO VISTORIAR MEU IMÓVEL?

Antes de mais nada, marque a vistoria para um dia calmo, em que você possa se dedicar exclusivamente à empreitada. Você não pode se deixar levar pela pressa em atender a outro compromisso – nem pela emoção e acabar deixando passar algum ponto importante. Lembre-se de olhar tudo com olhos críticos para que todas as correções e ajustes sejam feitos.


Por outro lado, você vai observar, checar, testar – e, para isso, o ideal é montar um verdadeiro kit vistoria. Comece com uma cópia do memorial descritivo, que é onde estão listados todos os materiais empregados. Você terá que checar se eles realmente foram colocados de acordo, seguindo as especificações e marcas. Leve também todos os folders e materiais promocionais para servir de material de apoio.


Agora, atenção aos itens que você deve levar: adesivos, mangueira e balde, lâmpada e luminária, papel e caneta. Se alguma coisa não estiver funcionando ou não estiver de acordo com o memorial descritivo, anote no seu check-list e cole uma etiqueta no item do apartamento.


Lembre-se que a vistoria de um imóvel é a sua garantia de que está levando o que está pagando e foi acordado.


2. TESTE AS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E NÃO SE ESQUEÇA DA HIDRÁULICA

Geralmente, nos apartamentos novos o medidor de energia ainda não está instalado. Se for o caso, deixe claro no relatório que a instalação elétrica não foi testada e o porquê. No entanto, isso não impede que você cheque outros itens.


• Abra o quadro de disjuntores e verifique se todos estão devidamente identificados. 

• Veja também se todas as tomadas, interruptores e pontos de energia que estavam no projeto foram devidamente instalados.

• Se a energia já estiver sido ligada, teste os pontos com a luminária. Se os soquetes já estiverem no lugar, teste-os com a lâmpada que você está levando. Não esqueça de testar também o interfone.

• A rede hidráulica também deve ser averiguada. Para isso, abra todos os registros e torneiras e veja se a água está com bom escoamento. Essa é a hora para reparar também no nível da bancada: se ela estiver torta a água se acumulará em algum canto.

• Repare também no caimento do piso para os ralos. Pegue o balde ou a mangueira e jogue água: ela deve ir em direção ao ralo. Jogue água também diretamente no local para observar se ele não está entupido. Depois acione a descarga do vaso sanitário e observe se ela está escoando bem e se há algum vazamento.

3. DICAS PARA VISTORIA DE JANELAS, PORTAS E ESQUADRIAS

• Todas as portas da casa devem ser abertas e fechadas para ver se não estão prendendo no piso e se as maçanetas, trincos e fechaduras estão fechando e abrindo sem problemas. Teste também todas as chaves da casa. 

• Faça o mesmo com as janelas e observe se os vidros não estão arranhados, manchados ou se há respingo de tinta. Nas esquadrias não deve haver nenhum ponto de ferrugem ou pintura descascada ou danificada de qualquer forma.

• Veja também se não há vazamento nas esquadrias que possa gerar problemas em dias de chuva. Para isso, a dica é fechar todas as venezianas, deixando o cômodo no escuro. A presença de algum ponto de luz com maior intensidade indica falha na vedação.


4. REVESTIMENTOS, REJUNTES, PISOS E AZULEJOS

• Avalie visualmente se não há rachaduras, manchas ou trincas nos pisos e nos azulejos. As peças devem estar bem colocadas sem desníveis ou descontinuidade e com coloração uniforme. O rejunte também deve estar claro e uniforme. Marque os pontos de correção com adesivos. 

• Pegue um cabo de vassoura e bata na cerâmica para avaliar o contra piso. Se houver algum ponto com som cavo ou oco, é sinal que o revestimento perdeu ou está perdendo a aderência com o substrato. Além de indicar um provável descolamento da peça no futuro, ela também fica menos resistente ao impacto, podendo quebrar com mais facilidade.


5. PINTURA, TEXTURA E GESSO: NÃO DEIXE PASSAR NADA!

• As paredes devem estar lisinhas e uniformes, sem manchas nem rachaduras. Se houver textura, veja se não há falhas no padrão. 

• Sancas e rebaixamentos em gesso também devem estar perfeitos, sem irregularidades. Nos pontos de correção, coloque um adesivo para chamar a atenção, fotografe e anote no check-list.


IMPORTANTE!

Todos os reparos devem ser solicitados antes da entrega das chaves. Depois você deverá fazer uma nova vistoria e, estando tudo correto, assinar um “aceite” do imóvel com um termo de que não há qualquer pendência de correção.


Aqui, na Coralli, os nossos consultores acompanham você no momento da vistoria.

O seu sonho merece o nosso cuidado e a nossa atenção do início ao final do processo.


Fonte: Imóvel Web


______ 

Leia também:

10 DICAS PARA INVESTIR EM IMÓVEIS. CLIQUE AQUI E CONFIRA. 

TAXA CONDOMINIAL: O QUE É E COMO É CALCULADA? CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS.